Seguidores

domingo, 12 de junho de 2011

DIA DOS NAMORADOS SEM...NAMORADO




DIA DO SEMORADO

O amor e o tempo namoram.
Namoram tanto, tanto...
Que tantos se desesperam
De tanto esperar o tempo de(s)namorar
São semorados, mora?
Na mora dos anos setenta
- Aquela que o Jovem Guarda,
Como o tempo aguenta
Dar tanto tempo ao amor?
Como se acalenta
Quem somente esperou?
Saber o tempo passando,
O amor expirando, com os dias,
Viver somente aspirando...
Ah, a vida não é só poesia!
Viver é sonho tocado...
Espera-se amor revelado
Na pele,
No tato,
A dois...
No sonho materializado...
Na vida de um dia desperto
No meio da noite!

Texto da poetisa baiana Ivone Soll


2 comentários:

  1. Desnamorar é o invertido do desdesejar, só que com uma coisa empurrando a gente para continuar querendo. rsrs. Lindo, Miriam, adorei a poesia da nossa Querida Sol! Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir